Barcelona é derrotado fora de casa e perde a chance de estabelecer marca histórica

| Por Vitor Magalhães 
Sem Messi, equipe catalã joga mal e perde invencibilidade que durava 42 jogos

O Barcelona sofreu em campo na tarde deste Domingo (13), no estádio Ciutat de València. O destemido Levante aplicou 5-4 na forte equipe catalã e acabou com o sonho da conquista do campeonato de forma invicta. Sem Messi em campo e durante os 45 minutos iniciais, o Barcelona tornou-se uma equipe sem criatividade.

O sistema defensivo esteve irreconhecível na partida de hoje, e pela primeira vez na temporada levou 5 gols em um jogo. O miolo de zaga formado por Mina e Vermaelen não viu a cor da bola e o Levante aproveitou para criar as suas chances a partir dos erros barcelonistas. Piqué entrou no segundo tempo, mas não resolveu o problema. Mina e Semedo fizeram um primeiro tempo horrível, que pôs em xeque suas contratações e até mesmo o trabalho de Ernesto Valverde enquanto comandante.

A conquista inédita do título espanhol de forma invicta, era uma espécie de obrigação que o torcedor exigia do time após a eliminação na Champions League. Mas isso não aconteceu, deixando um gosto amargo no fim de temporada dos catalães. Sem Messi, – que está sendo poupado, provavelmente, para a Copa do Mundo –, o Barcelona acusou o golpe e não conseguiu criar nada no primeiro tempo. O argentino que sequer esteve no banco de reservas, ganhou mais uma chuteira de ouro na carreira, e se tornou o maior vencedor da história do prêmio (5 vezes).

A equipe que foi para o vestiário perdendo por 2-1, logo se viu envolvida em maus lençóis quando o Levante abriu 5-1 aos 10’ da etapa final. Foi aí que P. Coutinho resolveu assumir a responsabilidade na criação de jogadas. O brasileiro fez uma de suas melhores atuações ofensivas hoje, que culminou em seu primeiro hat-trick com a camisa azul e grená, mas nem isso foi suficiente para evitar a derrota e mais um vexame na temporada.

O estilo de jogo de Ernesto Valverde mais uma vez é discutido pelos torcedores do Barça, que dizem que o treinador “faz o time sair de seu estilo natural”. A torcida fica mais uma vez com o pé atrás a respeito do treinador, que apesar de ganhar dois dos três títulos que disputou na temporada, não convenceu todos os culés de sua capacidade.

O próximo e último compromisso do Barcelona na temporada, será no próximo domingo (20), perante a Real Sociedad, no Camp Nou. Jogo para cumprir tabela, já que a invencibilidade foi quebrada. Agora é fazer o balanço do que aconteceu em 17/18 e acertar o time para a temporada 18/19. A movimentação no clube deve ser intensa nos próximos meses, com grandes possibilidades de saídas e possivelmente chegada de novos jogadores para compor o elenco.