Barça 6-1 Girona: Novo recorde, muitos gols e grandes atuações individuais



| Por Vitor Magalhães 

O Barcelona enfrentou o Girona no Camp Nou pela 25ª rodada da La Liga e venceu com um sonoro 6-1 e grandes atuações individuais de Messi, Suárez e Coutinho. Com mais uma vitória em casa, o Barça quebrou oficialmente o recorde do clube e chegou aos 32 jogos de invencibilidade (27 vitórias e 5 empates). O jogo também marcou a primeira atuação em conjunto do quarteto mais promissor do futebol mundial: Suárez, Messi, Coutinho e Dembélé.

Foi um jogo repleto de golaços e lances bonitos, o uruguaio Luis Suárez confirmou a boa fase com um hat-trick e duas assistências, Messi marcou duas vezes (uma delas em cobrança de falta rasteira) e deu uma assistência, Coutinho marcou um golaço de fora da área e também deu assistência para Suárez, e o francês Dembélé ainda deu um passe para gol na partida.

A partida

O jogo começou extremamente aberto, o Barcelona começou efetivamente no campo de ataque e a equipe visitante parecia adotar uma postura suicida de também atacar sem se preocupar demais com a defesa. Aos 3’ depois de um erro de passe de Busquets o Girona partiu em velocidade e em uma certa indecisão de Umtiti e Ter Stegen, o atacante Portu aproveitou para roubar uma bola que parecia controlada e marcar o gol que abriu o marcador, 0-1 para o Girona. Dois minutos mais tarde, aos 5’, Messi e Suárez acabaram com qualquer possibilidade de preocupação por parte dos torcedores. O argentino enfiou uma bola com todo seu conhecimento futebolístico para deixar o uruguaio a sós com o goleiro, 1-1 e o Barcelona continuou a pressionar no campo ofensivo.

O Girona era um dos poucos adversários que Messi enfrentou e ainda não havia marcado gols, aos 30’ ele mudou esse panorama. Após passe de Suárez, Messi parecia ter perdido o ângulo de chute – só parecia –, o argentino marcado por dois puxou para dentro da área e encontrou o espaço para colocar os culés em vantagem no placar, 2-1. Quando o relógio marcava 37’, Messi dava mais uma prova de sua genialidade, após sofrer e cobrar uma falta (por baixo da barreira), o argentino surpreendeu o goleiro Bono e todos os fãs que assistiram ao lance. 3-1 para o Barça e 22° gol de Messi na La Liga.

Perto do fim do primeiro tempo, o Girona não assustava mais, mas continuava com a tática de marcar em cima e ceder espaços para o ataque rápido e preciso dos blaugranas. Em contra-ataque puxado por Messi, a bola chegou até Coutinho que rolou para Suárez que apenas rolou a bola para o gol aberto. Um sprint aos 44’ que aumentou a vantagem para 4-1 ao final da primeira etapa. Foi a primeira trama entre o trio Messi, Coutinho e Suárez e podemos esperar muito deles juntos, quando Coutinho se adaptar totalmente ao estilo da equipe.
Na segunda etapa o Girona continuou corajosamente com o time avançado, mas não ofereceu qualquer perigo a meta do alemão Ter Stegen. No minuto 66’ o cartão de visitas do brasileiro Coutinho foi apresentado pela primeira vez no Camp Nou, em jogada individual ele abriu espaço na entrada da área e chutou uma bola venenosa e cheia de curva que morreu dentro do gol defendido pelo Girona, um lampejo do que ele fazia em praticamente todos os jogos do Liverpool, e que diz muito sobre o que ainda irá oferecer ao FC Barcelona. Para fechar a grande atuação do quarteto, Aos 76’ Dembélé avançou pela direita e cruzou na medida para a conclusão fatal de L. Suárez que deu números finais ao jogo, 6-1. Aumentando a vantagem barcelonista para 10 pontos e colocando pressão no Atlético de Madrid.

Moral elevada e grandes atuações

O Barcelona enfrenta uma sequência de jogos decisivos nas próximas semanas, o time viaja para enfrentar o Las Palmas no meio de semana e depois pega o vice-líder Atlético de Madrid na Catalunha, o Barça ainda viaja novamente para encarar o Málaga e finalizar os jogos antes da jornada de volta contra o Chelsea pela Champions League no Camp Nou, no dia 14/03.

As atuações individuais de Messi e Suárez sempre chamam a atenção, os dois somados tem 42 gols na atual temporada da Liga espanhola, é a melhor dupla ofensiva da competição. Mas hoje Coutinho assumiu um certo papel de protagonismo na etapa final, quando participou mais do jogo pelo lado esquerdo e criou boas chances, além de marcar um golaço e dar uma assistência. Dembélé ainda precisa de um pouco mais de ritmo de jogo e maturidade ofensiva, mas hoje o francês apresentou um futebol mais vertical, com dribles e puxadas de contra-ataques fundamentais, além de uma assistência para Suárez.

Para além disso, outras notas importantes da partida: o lateral português Nélson Semedo saiu com uma lesão muscular na segunda etapa, Alba forçou o seu 5° cartão amarelo e não joga contra o Las Palmas. Suárez bem que tentou – para seguir sem riscos para a partida contra o Atlético de Madrid –, mas não conseguiu forçar o cartão.

Hoje o treinador E. Valverde teve todo o elenco a sua disposição, cortou alguns nomes por opção técnica e fez boa rotação de jogadores na partida. A mensagem que ficou após o placar de 6-1 aplicado no vizinho geográfico (Girona fica à cerca de 100km de Barcelona) é que o elenco está em plena forma e precisa de alguns poucos ajustes para alcançar o objetivo de todo culé na temporada, o tão sonhado triplete.