Neymar Júnior: "Mais dinheiro, por favor"


| Por Lui Chaves 

Lá se vão sete meses desde a saída de Neymar Junior do FC Barcelona, porém, os problemas causados pelo jogador e seu entorno ainda estão longe de desaparecer. No dia 22 de Outubro de 2016, o brasileiro assinou uma renovação de contrato com a instituição, com um vínculo até Julho de 2021. Com o novo contrato, o atual camisa "10" do PSG passaria a ter uma multa rescisória de 200 milhões de euros, que se ajustaria automaticamente temporada após temporada. No mesmo acordo, ficou acertado um bônus de renovação no valor 78 milhões de euros; com a primeira parcela de €26 milhões sendo  paga no ato na assinatura, e mais duas no mesmo valor a serem pagas nos meses de Janeiro e Julho de 2017. Tudo lindo e perfeito, com uma pilha de defeitos. 
Quando a renovação foi firmada, ninguém imaginara que o então sucessor de Lionel Messi teria a pretensão de deixar o clube blaugrana, o que se mostrou um mero romantismo. A pré-temporada 2016-17 começou com um turbilhão de rumores, que davam conta de que o jogador estava com todos detalhes acertados para se transferir ao clube francês. "Um absurdo, pois o atleta acabara de renovar, não é?" Essa era a ideia de vários dos jornalistas que cobriram a debandada do craque, e também, o pensamento de grande parte da torcida . Mas tudo passou a fazer sentido. A última parcela do bônus de renovação teria que ser paga pelo Barça em 25 de Julho, um dia antes da confirmação de Neymar sobre a sua decisão de deixar a Catalunha. Baseando-se na iminente saída de seu camisa "11", a diretoria culé - que de boba não tem nada - fez o depósito dos € 26 milhões sob juízo; podendo ser revogado caso houvesse quebra do contrato. No dia 26 de Julho de 2017, Neymar Jr informou a direção do Barcelona que aceitara a proposta dos franceses, e que seguiria rumo a Paris para dar continuidade a sua carreia.  
Desde a sua chegada a França, muita coisa se falou do tal bônus de renovação que o clube catalão deveria pagar ao jogador, mas poucos foram os que se perguntaram: mas afinal, o que dizia o contrato? O jornal espanhol, 'El Mundo', afirma que os advogados de Neymar finalmente formalizaram a ação contra o FC Barcelona, pedindo o pagamento do bônus, no valor de 26 milhões de euros, mais 3,8 milhões para cobrir despesas processuais. Na Espanha, os representantes do Barça contra-atacaram. Os advogados do clube apresentaram uma ação pedindo o reembolso do que já havia sido pago ao atleta - algo em torno dos 66 milhões, entre bônus e salários - e mais 9 milhões de euros, como indenização por  danos morais e prejuízos financeiros. 
Visão Geral
Tudo o que sai da boca de um barcelonista nessa situação, é encarado como teoria da conspiração. Mas vamos levar em conta tudo o que aconteceu desde a renovação de Neymar com o Barcelona, até a saída do mesmo em Julho de 2017. A direção blaugrana passou meses procurando os representes do jogador para propor um novo contrato, algo que foi rechaçado várias vezes antes do fato ser consumado. Quando finalmente aconteceu, e as partes se acertaram; coincidentemente o brasileiro passou a considerar ofertas. Sim, eu estou considerando a possibilidade de tudo ter sido arquitetado para uma saída altamente lucrativa, tanto para o jogador, quanto para seus empresários; pois é exatamente o que fica evidenciado.
Dia 25 de Julho de 2017, era a data limite para que o Barça executasse o depósito de 26 milhões de euros, e até então, nem Neymar Junior, tampouco aquele senhor de caráter duvidoso que diz ser seu pai, haviam emitido uma simples nota para falar sobre a provável transferência do jogador, bizarro! Vale lembrar, que a mudança do atleta para Paris não rendeu dinheiro apenas ao Barcelona, que recebeu a cláusula de 222 milhões de euros, foi bastante interessante também para os "Neymars". Neymar 'pai' recebeu uma comissão no valor de 30 milhões, e o filho, 50 milhões de euros. Não existe uma confirmação oficial de qual eram os termos do acordo, em relação ao bônus. O fato é que o contrato era de 4 anos, logo, são 48 meses dos quais foram cumpridos, dez. Sendo assim, se dividirmos o bônus de 78 milhões de euros, por 48, chegaremos ao valor de 1,6 milhões, que multiplicados por 10; encontramos a cifra exata de 16,2 milhões. A diretoria do Barcelona já pagou 52 milhões de euros referente ao bônus, logo, Neymar deve 35,7 milhões ao clube. Se é justiça que eles procuram, ai está uma conta simples para responder tamanha cara de pau da "família Neymar". 
As atitudes de Neymar na França, mostram claramente o tipo de pessoa que é, alguém que está pouco se importando com o que os outros pensam, pois: "se o Mundo está contra mim, meu pai está por mim". A infantilidade, a falta de respeito para com aqueles que já estavam em Paris - muito antes de sua estratosférica contratação - e os problemas com a sua própria torcida; fazem com que muitos duvidem da veracidade do que é reclamado por Neymar e sua assessoria. Isso pra mim não passa de mais uma das tantas pérolas midiáticas de quem acha que é o "Rei do Mundo".
Resumo da ópera: Neymar cumpriu 1/4 do novo acordo, mas como ele é "foda", ele acha que pode receber o valor integral do mesmo. Fim!