Jamais ousem duvidar do Barcelona e de Lionel Messi

| Por Lucas Santos
O Barça passeou na estreia da Liga dos Campeões diante da Juventus, 3x0 fora o show! O jogo também foi marcado pelo fim do tabu Messi vs Buffon
Estreia na Liga dos Campeões melhor do que essa não poderia ter. O Barça já vinha de um magnífico jogo contra o Espanyol na La Liga, mas hoje contra a equipe fortíssima da Juventus, o Barcelona confirmou que está mais poderoso do que nunca.

Primeiro tempo apertado

A primeira etapa desse grande jogo teve destaque para os dois sistemas defensivos de Barcelona e Juventus, que na maioria dos duelos estavam levando vantagem sobre os ataques. Com isso, o jogo acabou sendo muito apertado no primeiro tempo, sem muitos espaços para a criação das jogadas, embora ainda tenha aparecido ótimas chances para os dois lados.

Fim do maldito tabu

Em meio a esse jogo apertado e de muita marcação da Juventus no primeiro tempo, a genialidade de Lionel Messi se sobressaía como já estamos acostumados. Em uma jogada iniciada por Dembélé, Messi arranca livre pelo meio-campo e com um tabela curta e rápida com Suárez, o argentino quebra essa marcação da Juventus e dá um chute preciso no canto sem chances para o goleirão Buffon. Fim do maldito tabu, que vinha incomodando torcedores e inclusive o próprio Messi.

Se não bastasse o primeiro gol do argentino em cima do goleiro italiano, Messi ainda fez mais um, já na segunda etapa, um belo gol se livrando fácil da defesa. Antes disso, o Barça já havia feito outro gol com Rakitic também no 2° tempo. Aos 24 minutos do tempo final, a partida já estava 3x0 para o Barça, e a partir desse momento, o jogo da Juventus parecia ter se perdido completamente.

Barcelona domina o jogo no melhor estilo 'tiki-taka'

Foi bonito de ver a partida que o Barcelona estava fazendo principalmente nesse segundo tempo. Com a equipe italiana já perdida no meio dos 3x0, o Barça passou a administrar a partida da forma mais elegante possível, revivendo o glorioso futebol 'tiki-taka'. O renascimento desse estilo de jogo já está bem claro que é a grande intenção do treinador para a equipe.

Quando não teve a bola nos pés, o Barça continuou sendo muito eficaz no seu jogo coletivo, todos empenhados 100% em não dar espaços para o adversário, e mesmo quando algum espaço apareceu, Ter Stegen estava lá para tranquilizar as coisas.

O melhor jogo tático e técnico do Barcelona nos últimos anos, pelo grau de dificuldade da partida e pelo futebol maravilhoso que vimos em campo hoje. O progresso da equipe está acontecendo de forma mais rápida do que esperávamos, e devemos tudo o que vimos hoje do Barça à Ernesto Valverde, que vem fazendo um trabalho incrível e surpreendente, mesmo ainda sendo muito cedo para concluir isso.