Quatro pontos importantes sobre Messi, Barcelona e Manchester City


| Por Marcelo Bechler
O jornalista Romain Collet-Gaudin do Canal+ e Yahoo Sports da França noticiou neste domingo que o Manchester City está disposto a pagar 300 milhões de euros para contar com Lionel Messi. A nota do site francês diz que “é apenas um rumor” e se apoia no fato de Messi seguir o Manchester City no Instagram para encorpar sua argumentação. Além disso, cita uma declaração do proprietário do City que deixa o torcedor do clube inglês animado.

O negócio pode acontecer, como qualquer outro negócio do futebol mundial, mas existem pontas soltas a serem esclarecidas. Uma fonte do Manchester nega todos os rumores: “É falso. Tudo falso. Inclusive o interesse do clube”.

1. Segundo a fonte interna do clube inglês, é mentira a informação de que o sheik Mansour, proprietário do Manchester City, tenha dito que o clube faria “a maior contratação de sua história nos próximos dias”. Trata-se de uma “fake news” – boato que é compartilhado muitas vezes, tornando-se difícil de distinguir se é verdade ou mentira.

2. A multa de Messi não é de 300 milhões de euros, mas de 250M.

3. Messi ainda não assinou a renovação de seu contrato, como o presidente Josep Maria Bartomeu chegou a afirmar à Catalunya Radio e à ESPN EUA. O argentino, no entanto, chegou a um acordo com o Barça e falta apenas a definição da data para a entrevista. Neymar, por exemplo, acertou sua renovação em junho e assinou em outubro. É bastante provável que o presidente tenha se equivocado querendo dizer que o clube “acertou com Messi em junho” ao dizer que havia assinado. Quando assinar o novo contrato, a cláusula subirá para 300 milhões.

4. O Manchester City já gastou 245 milhões de euros na janela de transferências. Tem 80 milhões em vendas até aqui e deve chegar, nas próximas horas, a 95 milhões quando Nasri for negociado. Uma diferença de 150 milhões aproximadamente, fora o incremento na folha salarial. Pagar a multa, 250 milhões, mais salário e premiação a Messi poderia ser insolvente do ponto-de-vista do Fair Play Financeiro.

Por todas essas dificuldades financeiras e a grande quantidade de dinheiro envolvida, seria mais fácil imaginar que o City esperasse para acertar com Leo na próxima temporada quando se encerra um vínculo atual com o Barcelona e Messi poderia se transferir de graça.

Repito: qualquer transferência no mundo é possível e não tenho nenhuma informação sobre uma negociação em andamento, mas a nota do Yahoo Sports não fala desses quatro pontos a serem levados em consideração.

Via Lance!