Barça chega a um acordo com o fisco e encerra 'caso Neymar'

O FC Barcelona chegou a um acordo com o fisco espanhol. Segundo o jornal Mundo Deportivo, nesta sexta-feira, o clube concordou em pagar uma multa entre quatro e seis milhões de euros para quitar o caso Neymar, se safando dos 63 milhões (R$ 241 milhões) que eram pedidos pelas falhas fiscais.

Além da quantia, o órgão reconhecerá que Sandro Rosell (presidente à época da negociação) e o atual dirigente do Barça, Josep Maria Bartolomeu, não cometeram nenhum crime. O acordo foi muito proveitoso para o Barcelona, que via a justiça pedindo sete anos de prisão para Rosell e dois e meio para Bartolomeu.


Após seis meses de negociação, os cartolas reconheceram o erro em não divulgar o preço correto da contratação do brasileiro. Um novo julgamento decidirá se a equipe terá de ressarcir a empresa DIS, que representava o craque antes de sua chegada ao clube blaugrana.

O fisco e a justiça do Estado da Espanha concordaram com a ideia de que os 40 milhões pagos à Neymar em 2013 eram referentes a salários e bônus e não à transferência do jogador, como coloca a DIS.

FONTE: Terra