Assim seria o time do Barça para a próxima temporada aos olhos de Luis Enrique


  Por GABRIEL MANHÃES 

No instante em que há o apito final do último jogo de um clube em uma temporada, inicia o que para muitos gera frio na barriga e para outros, apenas motivos para boas risadas: as especulações da janela de transferências.


Pois bem. Eis que o periódico Mundo Deportivo "vaza" o que seria o elenco do Barça aos olhos do técnico Luis Enrique e seu braço direito Unzué.


Apesar da saída de Dani Alves, dono da lateral direita do clube e vários rumores como Bellerín, João Cancelo e o brasileiro Mariano para a vaga, ao que parece, já está decidido. Após excelente temporada, Sergi Roberto deverá ser seu substituto natural, disputando a vaga com Aleix Vidal, contratado para ser a sombra de Alves durante o ano.

Para o miolo da zaga, o grande interessado do momento é o jovem uruguaio Mauricio Lemos, destaque do Las Palmas, ja acostumado com o estilo de jogo do time blaugrana e com qualidade na saída de bola. Se somaria aos já presentes, Piqué, Mascherano, Vermaelen, Mathieu e Samuel Umtiti, dado como certo no Camp Nou - como já mencionamos hoje cedo.

Um meia que alia a capacidade de marcar e construir jogadas também está em pauta e os favoritos para a dupla seriam o polonês Krychowiak do Sevilla e André Gomes do Valencia.
Ambos versáteis, Krychowiak também pode atuar no centro da defesa, como "4" ou "6".
Já o português, é tido como um meio campista completo, já que tem uma excelente qualidade no passe e arremate. Considerado um "todo-campista" ou "box-to-box".

Para os flancos, já parece certo que o Barça irá mesmo efetivar a clausula de re-compra do Denis Suarez. Jogador que pode flutuar por qualquer parte do campo no setor ofensivo.

Há ainda o desejo de contar com mais um nome que seria alternativa ao trio MSN: Vietto, Nolito, Pedro e Gameiro são os mais cotados, muito a julgar, também, pela capacidade técnica já demonstrada ou versatilidade. Lucas Pérz, destaque do Deportivo na última Liga é um corre por fora nesta briga.

Por último, quando na verdade deveria ser o primeiro tópico, o gol. Muito bem servido, o clube não ira atrás de nenhum arqueiro e irá segurar o alemão Ter Stegem com todas as forças, pois é visto como o camisa 1 da equipe para um futuro muito próximo.

Agora, é acompanhar de camarote a montagem deste elenco, já estrelado, para a próxima campanha.