Barça cobra respeito da UEFA e lota o Camp Nou de bandeiras separatistas



Após um acordo entre as partes, a Uefa decidiu suspender as duas multas dadas ao Barcelona recentemente, mas nem a trégua foi capaz de conter a fúria de seus torcedores, que usaram os momentos iniciais do duelo contra o Bate Borisov, nesta quarta-feira, pela Liga dos Campeões, para protestar contra a entidade - e com o apoio do clube, que divulgou a ação em redes sociais.


A torcida do Barça aproveitou o perfilamento das equipes antes do início do jogo e ergueu um bandeirão na arquibancada central do Camp Nou com a palavra "Respecte", um trocadilho com o slogan da campanha da Uefa contra o racismo (Respect - respeito, em inglês). Antes do jogo, o clube também distribuiu 30 mil bandeiras bandeiras separatistas aos fãs.


A Uefa aplicou duas multas no Barcelona, de 30 mil e 40 mil euros (quase R$ 170 mil somadas) pelo fato de a torcida exibir bandeiras da Catalunha, o que foi configurado como manifestação política, algo proibido pela entidade. O clube recorreu, e a punição está suspensa até que a Corte Arbitral do Esporte julgue o caso. Os jogos do Barcelona são palcos tradicionais de militantes pela independência catalã em relação à Espanha.