Opinião: Vem ser feliz no Barcelona, Paul!





Pogba, Arda Turan, Isco... Quem acompanha os rumores do mercado de transferências de início de temporada se depara com especulações como essas no Barcelona. Coincidência, ou não, todos os jogadores acima citados atuam no meio de campo, e ambos exercem funções parecidas, assim como os nossos meias, Iniesta e Rakitic respectivamente.

Bom, o mundo inteiro já sabe que o Barcelona só poderá inscrever jogadores nas competições que disputa a partir de 2016, mas isso não impossibilita, e muito menos, inviabiliza a contratação de determinados jogadores, seja para serem emprestados até o começo do próximo ano, ou para apenas treinarem com o resto do elenco, e participarem de alguns amistosos, por seleção, ou até mesmo pelo clube.

Mas o que surge como incógnita – e coincidentemente, como título do post – é a pergunta que se faz quando um time reformulado e abastecido primorosamente ganhou tudo o que disputou, e precisa manter o foco para permanecer no topo. Em time que está ganhando se mexe?

Sim, não, talvez, com certeza... São várias respostas que não levam a lugar algum. O que cabe ao clube agora são estudo e planejamento tático. Pogba, o nome mais badalado (e com fundamento), convenhamos, não seria reserva em clube algum, muito pelo contrário, seria ele o titular absoluto da posição em qualquer time. É uma grande promessa que mostra a cada jogo seu real valor.

Mas então, onde encaixá-lo no time catalão? Teoricamente, o papel que ele exerce na Juventus, é o que Iniesta faz no Barcelona. E ai? Sacrificaremos o melhor meio-campista dos últimos anos, para dar lugar a um jogador extremamente promissor? Sim, não, talvez, com certeza... Novamente as respostas são essas, e novamente elas não levam a lugar nenhum.

Porém, um simples argumento rebate todas essas perguntas e respostas. O Barcelona atual ficou marcado pelo sistema de rodízio implantado por Luis Enrique, e é ai onde os reforços podem, e serão muito úteis. E é ai que respondemos a pergunta sobre Pogba, mudando um pouco o enunciado: Incorporaremos um jogador extremamente promissor ao elenco? Com certeza.

As rotações servem não só para dar um gás a equipe, mas também para testar e avaliar jogadores que tem poucas chances nos onze ideais do treinador. Que o diga Rafinha, Bartra, Pedro, Sergi Roberto, Adriano e Mathieu.

Com Pogba incorporado ao time, a atenção para com ele seria redobrada, e não tardiamente, ele conseguiria o posto de titular. Entretanto cabe a Luis Enrique decidir onde encaixá-lo, e pelo visto, assim como presenciamos na última temporada, isso não seria um problema para o espanhol.

O foco da matéria é sobre o francês, pois é o nome mais relevante e que mais faz sentido nos corredores catalães. É o jogador que falta para o elenco, já forte, continuar imbatível e competitivo. É certo que há outros nomes de peso, e com fundamento, mas as fichas estão concentradas em um jogador que possivelmente figurará entre os melhores do mundo num futuro não tão distante. E quem entende mais de melhores do mundo do que o Barcelona?