Onde encaixar Arda Turan?






Por JEAN MADRID 


A chegada do turco ao Barcelona já era esperada, há semanas os mais diversos jornais da Espanha cravavam o acerto do clube catalão com Arda Turan. A negociação foi fechada, e dúvidas começam a surgir sobre o possível encaixe de Arda no elenco. Fato é que não necessariamente Turan será titular, mas com certeza, ele irá jogar, e se depender de Luis Enrique, irá atuar bem mais do que o previsto.

Arda Turan é o típico camisa 10, armador, homem de ligação, com visão de jogo e chegada ao ataque, o turco lembra muito diversos meias fortes e táticos. Tático? Isso mesmo. No Atlético de Madrid ele exercia a função muito bem, e isso não deve mudar no Barcelona, o que deve mudar é a disposição tática do meia. Como já se sabe, hoje, os homens de ligação do Barça possuem além da criação, outras funções dentro de campo.

Vimos muito ao longo da última temporada, Rakitic e Iniesta, os titulares da posição, mesclarem sua subida ao ataque com a marcação e ajuda na contenção de jogadas. Por esses e outros motivos, os títulos vieram aos montes.

E o que pode ainda mais fortalecer a chegada e adaptação imediata de Arda ao estilo de jogo do Barça, são as inúmeras rotações que Lucho deve fazer com a temporada em andamento. Jogos de Copa, partidas contra times fracos do campeonato e da Champions League, servem para os testes serem feitos, para o acompanhamento de tal jogador ser posto em prática. E Luis Enrique já mostrou que ninguém melhor para fazer isso do que ele.

Porém Arda é um atleta pronto, tem bagagem, experiência. Chega para brigar por uma vaga no time titular. Seus companheiros/adversários nessa disputa são Rakitic e Iniesta, os dois meias que compuseram com perfeição o meio-campo do Barça campeão de tudo na temporada passada. Não é tarefa fácil. Mas chega a ser animador pensar em uma disputa tão sólida e saudável por uma posição no time.


Na teoria, Arda Turan chegaria para compor elenco, e ser um substituto muito utilizado, já que os onze ideais de Luis Enrique, até agora, parecem ser os mesmos. Mas previsões servem para serem feitas, e não há como negar que no caso de um jogador com tanta qualidade como Arda, elas surgem a todo instante.

Iniesta não é mais o mesmo, porém, demonstrou em determinados jogos, e principalmente na final da Uefa Champions League, que ainda tem qualidades difíceis de serem encontradas por aí. 

É o maestro do elenco catalão, o armador principal, é quem comanda a criação do time.

O caso de Rakitic não é diferente, teve poucas chances no início da temporada, mas com o passar do tempo, se mostrou a peça vital do time. Além da subida ao ataque, característica do croata, ele se destacou, principalmente, por seus gols e assistências decisivos. Hoje, não há quem o tire da posição de titular.

O estilo de Arda combina bastante com o de Iniesta, é certo que ele é menos ágil e veloz, graças ao porte físico, mas em contrapartida, isso é compensado com extrema visão de jogo e um aguçado senso de jogada. É o cara pensador, o maestro. Não por menos, foi um dos destaques do Atleti, em sua passagem pela capital espanhola, e atualmente, é um dos melhores meias em atuação na Espanha.

Arda só estreará em 2016, até lá inúmeros encaixes e formações podem passar pela cabeça de Luis Enrique. E com a confiança do torcedor blaugrana, será muito difícil o espanhol errar. Resta-nos confiar e esperar por mais uma temporada (de glóras, torcemos) do