Barcelona atinge faturamento de 328 milhões com La Masia




Os resultados da La Masia parecem dar um alívio ao Barcelona em relação à sanção imposta pela Fifa. De acordo com o estudo Prime Time Sport , apresentado na Soccerex Global Convention, em Manchester, na segunda-feira, o clube já pode comemorar o alto faturamento com sua escola de formação de jogadores e não somente a integração das revelações ao grupo principal. 

Nos últimos 11 anos, a equipe somou 112,7 milhões de euros (cerca de R$ 328 milhões) em negociações de atletas formados na base.

Somente nas últimas duas temporadas, o Barça garantiu o valor de 65,9 milhões de euros (pouco mais de R$ 191 milhões). Duas negociações foram as líderes em relação a valores. Cesc Fàbregas foi vendido ao Chelsea por 33 milhões de euros (R$ 96 milhões). Já Thiago Alcântara seguiu para o Bayern pela soma de 25 milhões de euros (cerca de R$ 72 milhões).

Além de fornecedor de atletas ao mercado, o Barcelona aparece como um dos protagonistas como investidor. O clube azulgrana gastou na última janela de transferências a quantia de 157 milhões de euros (cerca de R$ 457 milhões), número mais elevado de sua história e segundo na Europa, somente superado pelo Manchester United com 196 milhões de euros (R$ 570 milhões).